A+ a-
Home > Notícias > Sustentabilidade > Curso gratuito prepara start-ups sociais no Rio

Curso gratuito prepara start-ups sociais no Rio

Sábado, 28 de Dezembro de 2019

Botar uma ideia no papel, estabelecer o público-alvo, definir quais serviços serão prestados… Estes são alguns dos desafios que todo empreendedor enfrenta para executar seus planos, mas muitos não conseguem superar as suas próprias dificuldades. Para fazer com que projetos sociais possam vingar e beneficiar populações de comunidades carentes do Rio, a Lamsa e o Instituto Musiva abriram inscrições para o curso “Negócio Sustentável”, visando à capacitação desses gestores. Tudo de graça.

A preocupação se justifica. Segundo estudo divulgado neste ano pelo IBGE, 38,7 mil organizações do terceiro setor encerraram suas atividades entre 2013 e 2016 devido à crise econômica no país. Como muitas dependem de apoio estatal, um dos objetivos do “Negócio Sustentável” é atuar como tutor de gestores de projetos sociais e prepará-los para que possam obter apoio e patrocínio de empresas e do poder público, como se fossem start-ups.

“Acabamos de encerrar a primeira edição do Negócio Sustentável. Muitos participantes querem fazer tanta coisa que não sabem qual é o seu objetivo. Ensinamos a esses gestores a botarem suas ideias no papel, definindo o público que querem atingir, como farão isso, a elaborar material de divulgação e a se preparar para disputar editais de concorrência para captação de recursos. Não queremos que eles fechem as portas por falta de conhecimento, como os mais de 38 mil que encerraram as atividades no país nos últimos anos”, conta a coordenadora do curso, Raquel Amaral.

O projeto Negócio Sustentável foi idealizado pelo Instituto Musiva e conta com o patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Cultura e da LAMSA, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura - Lei do ISS e com o apoio do Instituto Invepar e da Unisuam.

A próxima edição do curso começa em dezembro, no próximo dia 7, com oito aulas aos sábados. Ao todo, serão 15 vagas para cada projeto, que poderá ter dois participantes cada. Os interessados devem atuar nas comunidades no entorno da Linha Amarela. As inscrições podem ser feitas até dia 4 pelo site www.institutomusiva.org.br. As aulas serão dadas na Unisuam, em Bonsucesso, às 9h.

Abrangência geográfica

Os participantes terão de ser representantes de associação de moradores, coordenador ou líder de projetos socioculturais comunitários, ONGs, movimentos sociais ou de grupos organizados, prioritariamente, nas seguintes localidades: Complexo da Maré, Abolição, Água Santa (Morro da Família e Morro do 18), Bonsucesso (Vila São Pedro, Agrícola de Higienópolis, Parque Oswaldo Cruz/Amorim), Caju (Parque Alegria e Parque Boa Esperança), Cidade de Deus, Del Castilho (Águia de Ouro, Fernão Cardim, Gretisa, IAPI de Del Castilho, Coreia, Trajano de Medeiros, Belém e União de Del Castilho), Inhaúma, Jacarepaguá e Pilares.

Últimas Notícias